ap.abra

A parceria proporcionará a produção de 300 máscaras face shelds aos colaboradores que lidam diretamente com o público nos serviços essenciais de gastronomia e hotelaria, conforme os decretos de contenção da pandemia do Coronavirus.

Com a necessidade de promover segurança nas relações de consumo e prestação de serviços nos setores de alimentação fora do lar e hoteleiro no Amapá, serviços essenciais à sociedade, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e o Sindicato das Empresas de Meios de Hospedagens do Amapá (SindHoteis) buscam parceria junto à Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Setec), para produção de máscaras de proteção a baixo custo.

De acordo com o secretário, Dr. Rafael Pontes, a base de sustentação das máscaras face sheld são produzidas em impressoras 3D; o acrílico que é a proteção, é cortado e adaptado para máscara; o protótipo é o mesmo utilizado em universidades do país e do mundo; as impressoras foram cedidas pela sociedade civil, empresas e órgãos e a mão de obra da linha de produção é da equipe da Setec, que vem atendendo órgãos de segurança e saúde, e agora em especial, o setor de turismo.

As parcerias preveem outras iniciativas de levar tecnologia eficaz a baixo custo para a sociedade e promover a sensação de segurança sanitária e prevenção do contágio do Coronavirus (covid-19). Hoje, sábado, 30 de maio, foram entregues 50 máscaras do montante de 300. O empresário abraselino Ricardo Rezende foi um dos primeiros a receber os EPI's. "Para mim, a segurança dos meus clientes e colaboradores vem em primeiro lugar", frisou o empresário.

Para o presidente da Abrasel, chef Yukio Nagano, no momento de severa redução das vendas nos setores econômicos, iniciativas como da Setec fortalecem a manutenção das empresas e proporcionam o cumprimento dos protocolos de segurança sanitária.

Assesoria Abrasel

Comentários